Just another WordPress.com weblog

A  Associação dos Profissionais de Dança do Amazonas (Aprodam), realiza a partir desse domingo (5), às 19h, no Teatro Amazonas, a 4ª Edição do Festival Amazonas de Dança (FAD). O festival que dedicará uma semana inteira aos movimentos expressivos tem como objetivo incentivar, valorizar e promover um intercâmbio entre a classe. A programação conta com 16 apresentações divididas em três categorias. A mostra principal será apresentada todos os dias no Teatro Amazonas, a partir das 19h. A mostra paralela acontece entre terça e sexta-feira, no Teatro da Instalação, às 17h. E a mostra em escolas estaduais, acontecerá sempre às 9h. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro Amazonas, antes ou na hora do espetáculo, pelo valor de R$ 10 reais.   

Este ano, a 4º FAD prestará uma homenagem a duas personalidades da comunidade da dança. A primeira será para a professora Marta Marti, que dedicou 17 anos a Cia. Ballet da Barra, além de ter tido passagens por vários locais de referência acadêmica no gênero artístico, como a Escola de Artistas, Arte pela Vida e Arte em Movimento. Atualmente, ela é Secretária da Associação dos Profissionais de Dança no Amazonas (APRODAM).

Outra homenageada é a também professora Lia Sampaio, que atualmente leciona aulas de dança da Escola de Arte e Turismo da Universidade do Estado do Amazonas – UEA. A especialista tem experiência na área de Artes, com ênfase em Coreografia e Improvisação, atuando principalmente nos seguintes temas: arte educação, metodologia, dança e expressão, música e movimento e criatividade e também contribuiu para a formação de novos profissionais. Os dois momentos serão marcados por apresentações de danças de ex-alunos das homenageadas e a entrega de uma placa alusiva que será realizada pelo Secretário de Cultura, Robério Braga.

Para Robério Braga, o modelo do festival, que oferece cursos, simpósios e mostras paralelas, é efetivo no amadurecimento dos artistas locais, na criação de novas oportunidades e na formação de público para os espetáculos de dança. “Estamos experimentando esta fórmula de construção do público e dos artistas que se diferem de outros festivais do País”, destaca. O secretário também ressaltou a importância da realização da homenagem a pessoas que contribuíram para o processo de dinamização e aprendizado da dança. “Tudo isso atendendo a um compromisso firmado pelo governador Omar Aziz que acredita na diversidade das ações voltadas para as atividades artísticas e na potencialização desses novos profissionais, colocando o Amazonas como celeiro de grandes talentos”, enfatiza Robério Braga.

No decorrer das apresentações, o público poderá prestigiar os 16 grupos divididos em três mostras e escolhidos pela curadoria composta por Lia Robatto, Baldoíno Leite, Mara Pachêco, Meireane Carvalho e Muriell Gonçalves.

 

Oficinas acadêmicas

 

Este ano as Oficinas que iniciaram no dia 30 de julho e encerram dia 14 de agosto serão ministradas pelos palestrantes Lourenço Homem e Frank Ejara.  As aulas acontecem na Escola Superior de Artes e Turismo, localizada a UEA e no Centro Estadual de Convivência Pe. Pedro Vignola, no Bairro Cidade Nova. Ainda dentro da programação acadêmica a professora Marta Marti ficará responsável pelo momento em que os alunos poderão discutir sobre determinados temas com um especialista sobre o assunto, a “Convivência”, que acontece no Centro Cultural Palácio da Justiça no dia 6 de agosto. Os Debates entre os grupos também acontecem dia 6 após as apresentações dos grupos no Teatro Amazonas. Mais informações: 3232-2440.

 

Cia. Cisne Negro encerra a última noite do Festival

 

A quarta edição Festival de Dança do Amazonas encerra com apresentação da Cia Cisne Negro, que apresenta os espetáculos: “Além da Pele”, “Sabiá” e “Calunga”. Fundada em 1977, a companhia de dança contemporânea é considerada uma das melhores do Brasil e tem como filosofia a originalidade, a tradição e a preocupação de formar novas plateias.

Em abril de 2012, a Cisne Negro esteve entre os convidados para representar o País na Feira do Livro de Bogotá, na Colômbia. O ano de celebração de seus 35 anos também será marcado por uma temporada no Theatro Municipal de São Paulo, entre os dias 5 e 8 de julho, com quatro remontagens de títulos que marcaram sua trajetória desde os anos 1980.

Suas últimas apresentações em Rio Preto foram em maio do ano passado. Pela Virada Cultural Paulista, trouxe um projeto inédito, que reuniu “Forrolins” (2009), “Sabiá” (1988) e “Calunga” (2011). Já pela programação do próprio Sesi, a atração foi “Baobá”, que também tinha caráter educativo. Em menos de dois anos de parceria com a entidade, foram mais de 70 apresentações no Estado de “Baobá” e “Vem Dançar”. O grupo que possui 35 anos de carreira é dirigido por Hulda Bittencourt.

 

Programação

Dia 05 (domingo)

Horário: 19h
Mostra Principal- Teatro Amazonas
Homenagem à Presidente de Honra – Marta Marti
Cia. Ballet da Barra, com espetáculo ‘Teia’
Corpo de Dança do Amazonas, com o espetáculo ‘CDA Um Outro Tempo’

Dia 06 (segunda-feira)

Horário: 19h
Mostra Principal- Teatro Amazonas

Entre corpus Companhia de Dança, com espetáculo ‘Hysteria’
Cia. Cacos, com espetáculo ‘A Cruz e a Moça’

Dia 07 (terça-feira)

Horário: 19h
Mostra Principal- Teatro Amazonas
Contém Dança Cia, com o espetáculo ‘Teu Olhar’ Cia. Rodrigo Vieira, com o espetáculo ‘Confluências’

Programação Paralela 1- Teatro da Instalação

Horário: 17h
Com Grupo de Dança Arte Pela Arte, apresentando ‘Caboclo Ribamar’

Mostra nas Escolas – Escola Estadual Daisaku Ikeda
Horário: 9h
Com Cia. de Dança Arnaldo Peduto, apresentando o espetáculo ‘Balé Negro: A Origem’

Dia 08 (quarta-feira)

Horário: 19h
Mostra Principal- Teatro Amazonas
Homenagem – Lia Sampaio Companhia de Intérpretes Independentes, com o espetáculo ‘Bella’
Artistas Independentes, com espetáculo ‘Co – Réu’

Programação Paralela 1- Teatro da Instalação

Horário: 17h
Com Companhia de Dança Encontro das Águas, apresentado ‘MP Balé’

Mostra nas Escolas – Escola Estadual Zilda Arns
Horário: 9h
Com Cia. Expressão e Vida, apresentando Dudi na Floresta

Dia 09 (quinta-feira)

Horário: 19h
Mostra Principal- Teatro Amazonas
Cia Quasualidades, com espetáculo ‘Fake Tucumã’
Índios.Com Cia. de Dança, com espetáculo ‘O Processo’

Programação Paralela 1- Teatro da Instalação
Horário: 17h
Pajé Cia. de Dança Belly, apresentado ‘Amanhecer da Estrela’

Mostra nas Escolas- Escola Estadual Eldah Bitton Teles da Rocha
Horário: 9h
Com Cia. Arte 21 Suíte, apresentando ‘O Corsário’

Dia 10 (sexta-feira)

Horário: 19h
Mostra Principal- Teatro Amazonas
Amaral Cia de Dança, com espetáculo ‘Amo-Te’
Ballet Álvaro Gonçalves, com espetáculo ‘Noite de Gala’

Dia 11 (sábado)

Horário: 19h
Mostra Principal- Teatro Amazonas
Cia. Cisne Negro, com espetáculo ‘Além da Pele / Sabiá / Calunga’

Horário: 19h
Mostra Principal

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: