Just another WordPress.com weblog

Grupo "Revelação" é uma das atrações do show em Manaus

Com vários sucessos estourados pelo Brasil afora, o grupo Revelação promete ‘praticamente’ lançar o segundo DVD da carreira em Manaus, dia 12, no Sambódromo. ‘Revelação – Do Engenho de Dentro ao Morro da Urca’ mostra os maiores sucessos do grupo e reúne, ainda, duas inéditas ‘Coração blindado’ e ‘Trilha do amor’. Ao lado de Revelação, os grupos Sorriso Maroto e Pique Novo também fazem show na cidade. A produção é da Fábrica de Eventos.

O vocalista do grupo, Xande de Pilares, promete um show voltado para o público, com antigos sucessos e muitas músicas novas no repertório. Ainda assim, ele disse que haverá surpresas. “A gente sempre apronta, né? A gente sempre faz uma surpresa pro público. Tem que ter. A gente faz show pro público, e tem que agradar. Manaus é um lugar que a gente conquistou e trabalha pra voltar sempre”, disse.

Nesta entrevista exclusiva ao EM TEMPO, Xande conta como foi o início da carreira, as maiores dificuldades encontradas no início da carreira, além das maiores influências musicais do grupo e o que vai ter no show em Manaus.

Vocalista do Grupo revelação, Xandy, fala sobre o grupo

Como começou a banda?

Surgiu de uma reunião de amigos. Uma parte fundou o grupo: eu, Sérgio e Artur. Nessa época, era muito corrido e difícil e não tínhamos onde aprender a tocar os instrumentos. Então, a gente ficava prestando atenção em quem sabia tocar e depois tentava, porque não dava para estudar em escolas de música.   Quais as maiores dificuldades do início da carreira? É normal ter dificuldades. Todo artista encontra, como não ter o instrumento adequado. Nós tocávamos em lugares que não pagavam bem e o que a gente arrecadava era pra ajudar a gente mesmo. Muitas vezes não dava nada no final.

E quando começou a fazer sucesso?

Primeiro, Bira Havaí era nosso produtor na época e nos encontrou. Ele foi o responsável pelo sucesso do Soweto, Exaltasamba e descobriu a gente. Tivemos o primeiro disco negociado com a BMG, uma multinacional. Depois fomos para a Deskdisc, fizemos nosso primeiro CD ao vivo e vendemos 1 milhão de cópias.

Qual o estilo do grupo?

Pagode e samba pra mim é tudo a mesma coisa. A gente é de uma época que tocava diferente do que é hoje. As pessoas queriam aprender a ser músico, hoje o cara monta uma banda na segunda e desfaz na terça. Hoje, pagode e samba são a mesma coisa. Revelação é um grupo de samba, cada um toca no seu estilo, da forma que aprendeu. Não tem como fazer diferente.

Quais as maiores influências?

Martinho, Agepê, Beth, Zeca, Almir Guineto, Robeto Ribeiro, Jorge Aragão, Fundo de Quintal e vai indo. Benito de Paula e Alcione também. É tudo samba, apesar de serem de épocas diferentes. É tudo samba. Onde tem pandeiro, cavaquinho e violão é samba. Outros preferem o samba agitado, mais romântico, ou tem quem ache que tem que ter refrão. Mas, no final, é tudo samba.

Como é a rotina de vocês?

Eu componho todo dia. Faço música dentro do camarim e até no palco. Ouço muito o ano todo. Não temos tempo para fazer repertório. Temos tanto material, as vezes com 90 músicas, e só podemos escolher 20. Se a gente parar a máquina, já era.

Como é o processo de composição das músicas e a escolha para o CD?

A gente tem nossa produção e gravadora. Divide democraticamente, quando gosta de compositor de fora, tiro até a minha música do repertório. A gente não grava pelo compositor, mas pela qualidade. Se for ruim, a gente tira. E tem muita música boa de fora. Se pudesse fazer cinco DVDs por ano, seria ótimo.

Por que gravar no Morro da Urca?

Morro da Urca é o cartão postal do Rio. E surgiu no momento em que a gente tentava  gravar em Salvador, mas não deu. Depois passou pra São Paulo e o formato que a gente queria também não deu. O Morro da Urva deu isso pra gente. Acabou que foi bom pra caramba, saiu diferente. Não ficou aquela coisa de palco e público na frente. A gente ficou no meio do público.

E o show em Manaus? Como vai ser?

Manaus vai ser praticamente o lançamento do DVD. O repertório está todo renovado, mais atual. Nada de música antiga. Tá trabalhando em cima desse novo CD.   Que músicas não faltarão no repertório? Os sucessos tem que tocar. Não tem jeito. Mas a prioridade é o DVD novo.

O que o público pode esperar?

A gente sempre apronta, né? A gente sempre faz uma surpresa pro público. Tem que ter. A gente faz show pro público, e tem que agradar. Manaus é um lugar que a gente conquistou e trabalha pra voltar sempre.

Qual a relação do Revelação com os fãs de Manaus?

A relação é a melhor possível. Eu, como sou cantor do público, faço show prestando atenção no público. Se eu cantar e o público não gostar, eu mudo na hora. Gosto de desafio. Quem não gosta de pagode ou não curte a gente, eu tento conquistar. A gente tem um carinho muito grande com o público de Manaus e sempre fomos bem tratados. O lance do Garantido e Caprichoso a gente acha legal, a gente gosta de mexer com o público.

SERVIÇO:

O QUE: SHOW DE SORRISO MAROTO, REVELAÇÃO E PIQUE NOVO QUANDO: 12 DE MARÇO, NO SAMBÓDROMO QUANTO: PISTA – R$ 30, CAMAROTE – R$ 70 E ÁREA VIP – R$ 90 (EM 2X NO CARTÃO) VENDAS: MIKAS CHOPP (PRAÇA DO ELDORADO), MINDS ENGLISH SCHOOL E LOJAS ÓTICA VEJA INFORMAÇÕES: 3303-0100

Fonte: Press Comunicação

Por: People Comunicação

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: